Myrcia splendens (Sw.) DC.

Aplicação Comercial: 
Produtos madeireiros (celulose e papel, carvão, lenha), produtos não madeireiros (alimentação humana, apícola, recurso para fauna, ornamental, óleo, substâncias tanantes).
Referências Aplicação Comercial: 
BACKES, P.; IRGANG, B. Mata Atlântica: as árvores e a paisagem. Porto Alegre: Paisagem do Sul, 2004. 396p.
SAKITA, M.N.; VALLILO, M.I. Estudos fitoquímicos preliminares em espécies florestais do Parque Estadual do Morro do Diabo, Estado de São Paulo. Revista do Instituto Florestal, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 215-226, 1990.
BOTREL, R. T.; RODRIGUES, L. A.; GOMES, L. J.; CARVALHO, D. A. de; FONTES, M. A. L. Uso da vegetação nativa pela população local no município de Ingaí, MG, Brasil. Acta Botanica Brasilica, Feira de Santana, v. 20, n. 1, p. 143-156, 2006.
LIMBERGER, R. P.; SOBRAL, M.; HENRIQUES, A. T. Óleos voláteis de espécies de Myrcia nativas do Rio Grande do Sul. Química Nova, São Paulo, v. 27, n. 6, p. 916-919, jun. 2004.