Parapiptadenia pterosperma (Benth.) Brenan

Aplicação Comercial: 
Madeira serrada e roliça: a madeira do angico-gurucaia, por ser de durabilidade natural alta e resistência mecânica e retratibilidade médias, é indicada para construção rural e civil, como vigas, caibros, ripas, marcos de portas, janelas, tacos e tábuas para assoalhos e caixilharia; é indicada também para carpintaria em geral, carroçarias, parquetes, vigamentos de pontes, bolas de boliche; dormentes, mourões, estacas, esteios, chapas compensadas; e ainda postes e peças torneadas. Energia: lenha e carvão, considerados de muito boa qualidade. A madeira desta espécie é muito difícil de rachar com machado. Poder calorífico da madeira de 5.324 Kcal/Kg (Silva et al., 1983); lignina com cinzas de 32,24% (Wasjutin, 1958).
Importância Ecológica: 
Apresenta regeneração natural abundante em clareiras abertas na floresta e sob povoamentosimplantados. Não raras vezes se torna uma verdadeira praga nas roças, sobretudo em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul, onde crescem milhares e milhares de pequenas plantas desta árvore (Klein, 1965).
Nomes Populares: 
Referências Aplicação Comercial: 
SILVA, L.B.X. da; REICHMANN NETO, F.; TOMASELLI, I. Estudo comparativo da produção de biomassa para energia entre 23 espécies florestais. In: CONGRESSO FLORESTAL BRASILEIRO, 4., 1982, Belo Horizonte. Anais. São Paulo: Sociedade Brasileira de Silvicultura, 1982. p.872-878. Publicado na Silvicultura, v.8, n.28, 1983.
WASJUTIN, K. Dendrologia e chave prática para a identificação das principais árvores latifoliadas indígenas na Fazenda Monte Alegre, PRoTelemaco Borba: Klabin do Paraná, 1958. l05p. Mimeografado.
Referências Importância Ecológica: 
KLEIN, R.M. Sugestões e dados ecológicos de algumas árvores nativas próprias a serem empregadas no reflorestamento norte e oeste paranaense. In: SIMPÓSIO DE REFLORESTAMENTO DA REGIÃO DA ARAUCÁRIA, 1., 1963, Curitiba. Anais. Curitiba: FIEP, 1965. p.157-174.